Domingo com esporte, meio ambiente e história

A programação de domingo mostra que são vários os âmbitos em que os direitos humanos devem ser respeitados.

Conquista – às 13h30 – O programa esportivo “Conquista” leva ao ar uma reportagem sobre o racismo no esporte, com alguns atletas que, em momentos diversos, tiveram amplo destaque por causa da raça, como Jesse Owens, negro norte-americano que conquistou quatro medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Berlim (1936) e ofuscou a atuação do atleta alemão Lutz Long aos olhos de Hitler, que assistia as provas e aguardava a vitória da raça branca. Também entra em cena Michael Jordan, ex-jogador de basquete, Jim Thorpe, norte-americano de origem indígena, Florence Griffith-Joyner, Abebe Bikila, Cassius Clay e a dupla Tommie Smith e John Carlos, da equipe de atletismo dos Estados Unidos, que no pódio, reproduziram o sinal de protesto do partido “Panteras Negras”. O programa também focará nos Jogos Olímpicos de Munique-1972, quando atletas israelenses foram mortos pelo grupo terrorista palestino “Setembro Negro”, num dos atentados mais violentos contra atletas que já existiu. Para fechar, a atração lembra de Pelé, o maior de todos os atletas, e Garrincha, descendente de negros e índios.

Grandes Momentos do Esporte – às 15h – Traz uma reportagem que parte de uma declaração famosa do ex-jogador de futebol Pelé, onde ele questionou, durante a Copa do Mundo da Suécia, em 1958, o porque de apenas a seleção brasileira possuir jogadores negros das 16 que participavam do torneio. Atualmente, Pelé diz que mais orgulho por trazer o título, se orgulha de ter pertencido à geração que foi uma espécie de semente para propagar os negros por todas as seleções do mundo. Junto a isso, dois clipes feitos pela União Européia de Futebol de campanhas contra o racismo.

Hélio Alcântara, chefe de redação do Conquista e do Grandes Momentos do Esporte, comenta no vídeo abaixo as escolhas editoriais que fez para mostrar que o esporte está diretamente ligado aos direitos humanos e à política.

Repórter Eco – às 17h30 – O programa traz reportagens sobre os direitos dos seres vivos e os refugiados climáticos. Washington Novaes também fala sobre os avanços e os desafios futuros no âmbito dos Direitos Humanos.

AI5: O Dia que Não Existiu – às 23h – O documentário apresentado e dirigido por Paulo Markun, faz um retorno histórico ao dia 12 de dezembro de 1968, quando foi deflagrado o processo de violações mais cruéis da história do Brasil. Prisões, mandatos cassados, letras de músicas e filmes mutilados, trabalhadores sem emprego, torturados e mortos.

Anúncios

Direitos Humanos no sábado da Cultura

Sábado, 13/12:

o Manos e Minas (18h30) apresenta um vídeo que mostra que muitos destes direitos ainda são desrespeitados no Brasil.  O programa será exibido também pelo site http://www.tvcultura.com.br/direitoshumanos. Abaixo, o diretor, Ricardo Elias, comenta a o processo de concepção e produção do trabalho:

Bom, e agora o vídeo, para você conferir:

Cine Brasil

Exibe Araguaya: A Conspiração do Silêncio (23h40) – O filme trata um episódio obscuro da história brasileira. Dirigido pelo brasiliense Ronaldo Duque, o longa mescla ficção e depoimentos de ex-membros da guerrilha do Araguaia, como o do político petista José Genoino e o sobrevivente Zezinho. Em meados dos anos 1970, um grupo de guerrilheiros vai para a região do Araguaia (PA), envolvendo camponeses e padres locais nas ideologias e lutas da guerrilha. A narrativa é conduzida por um desses religiosos, François (Stephane Brodt), um francês radicado no Brasil.

No elenco também estão Norton Nascimento, Danton Mello e Fernando Alves Pinto. Aos poucos, o Padre Chico, como é conhecido, e os moradores da região começam a se identificar com a ideologia do grupo, que tenta melhorar as condições de saúde e educação do povo que ali vive. Esse encontro de dois mundos, em busca do mesmo ideal, resulta no que há de melhor no filme. O grupo acreditava na solidariedade para mudar o país, em uma das épocas mais difíceis da história do Brasil, em meio ao governo do general Médici. Nesse sentido, o longa “Araguaya — A Conspiração do Silêncio” é louvável ao abordar um tema tão negligenciado.


Sessão tripla

Ainda temos três dias de programação sobre os direitos humanos. Acompanhe os especiais de hoje:

Antônio Abujamra entrevista Maria Aparecida de Aquino, professora de História Contemporânea da USP  que estuda a imprensa no período ditatorial brasileiro. Aquino participou do Matéria Pública (da TV Cultura) de 28/08/01 e pontuou que a Lei da Anistia foi um marco na democratização do país, apesar de anistiar tanto a torturados quanto a torturadores. Veja um trecho da entrevista:


  • Sérgio Vieira de Mello: A Caminho de Bagdá, às 22h40

O documentário narra a trajetória do embaixador brasileiro Sergio Vieira de Mello, morto num atentado à sede da ONU, em Bagdá, em agosto de 2003. A diretora e jornalista Simone Duarte captou o depoimento de 40 pessoas – em entrevistas realizadas em oito países – que comentam a vida e o trabalho do embaixador.

  • Divercine – A História Oficial, às 23h40

O Divercine exibe La Historia Oficial (1985), longa argentino de Luis Puenzo que conta a história de Alícia, uma professora de classe média que desconhece os dramas pessoais gerados pela ditadura instalada em seu país, a Argentina. Saiba mais no site do Divercine.

Provocações e A Caminho de Bagdá são transmitidos também pela internet, no site especial www.tvcultura.com.br/direitoshumanos.

Vídeo interessante

Por Bel Colucci

Navegando hoje pela web, topei com um vídeo muito interessante no Blog Jornalismo e Internet.

É um clipe sobre a declaração Universal dos Direitos Humanos.

Está em inglês.  Espero que gostem!

Opinião Nacional promove debate interativo sobre os direitos humanos

Dando sequência  ao projeto de experimentação e de integração de mídias que a Fundação Padre Anchieta vem desenvolvendo, na noite de hoje o programa Opinião Nacional será transmitido na internet acompanhado pela cobertura participativa. Simultaneamente a transmissão do programa na TV, quem acompanhar o programa pela internet terá acesso a diversas camadas de informação que vão contextualizar e complementar o debate que será travado no estúdio da emissora.

Adotaremos o modelo que sem sendo aplicado no Roda Viva com transmissão de dois  canais vídeo – um com o programa e outro com a câmera de bastidor, cobertura simultânea por dois twitteiros convidados e um canal de bate-papo. A página será hospedada no site (www.tvcultura.com.br/direitoshumanos) criado especialmente para reunir as ações que a Fundação Padre Anchieta preparou para mobilizar uma reflexão sobre o significado da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que ontem, dia 10, completou 60 anos.

O Opinião Nacional é o programa de debate da TV Cultura moderado por Alexandre Machado. Todas as quintas, às 22h10, temas polêmicos da política, cultura, economia e sociedade brasileira são discutidos por especialistas. Na edição de hoje, que será dedicada a avaliar a eficácia da Declarção Universal dos Direitos Humanos, o público também poderá interagir no debate enviando sua opinião e perguntas pelo canal de bate-papo. As perguntas serão levadas aos entrevistados e ao moderador do programa durante os intervalos do programa pela equipe de transmissão participativa.

As transmissões da câmera de bastidor começam antes do programa. A partir das 21h30 os internautas poderão acompanhar a chegada dos debatedores na sala vip, onde os convidados da emissora se reúnem antes de irem para o estúdio. Também abriremos o bate-papo e vamos publicar uma série de arquivos em áudio e vídeo do arquivo da TV e Rádio Cultura que contextualizam o tema em debate.

No vídeo abaixo, Machado apresenta os detalhes do programa de hoje.

Serviço

Os debatedores convidados de hoje são Paulo Abrão – presidente da Comissão de Anistia; Jacqueline Pitanguy – socióloga, diretora da Cidadania, Estudo, Pesquisa, Informação e Ação (Cepia), Presidente do Conselho Diretor do Fundo Brasil de Direitos Humanos e ex-presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher; Maria Amélia de Almeida Teles – ativista de movimentos feministas e de direitos humanos; e Gilberto Jabur – advogado, professor-doutor de Direito Civil da PUC/SP.

Os participantes pelo Twitter são Rodrigo Alvares (www.twitter.com/novacorja) e Samantha Shiraishi (www.twitter.com/samegui)

Participem e divulguem.

Menu de Quinta!

A quinta-feira traz à semana dos Direitos Humanos na TV Cultura uma atração interativa!

O Opinião Nacional de hoje vai ter seu debate sobre a eficácia da Declaração dos Direitos Humanos coberto com a participação dos internautas, como vem acontecendo com o Roda Viva. (Veja a chamada no vídeo abaixo. Daqui a pouco, também vamos colocar aqui uma entrevista em vídeo que gravamos com o apresentador Alexandre Machado, na tarde de ontem).

Além do Opinião Nacional, teremos a exibição de quatro curtas-metragem brasileiros, no Especial Direitos Humanos: Escola Eldorado, Vidas no Lixo, Fruto da Terra e O Pequeno e o Grande já podem ser conferidos no site www.tvcultura.com.br/direitoshumanos.

Assista aqui ao Pé na Rua que acabou de ir ao ar!

O Pé na Rua também entrou nas comemorações dos 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos na TV Cultura.
Veja aqui o que a dupla João e Gabi trouxe para nós:


Projeto

Direitos Humanos na Cultura é o blog da programação especial da Fundação Padre Anchieta em homenagem aos 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Entre 8 e 14 de dezembro, programas e reportagens especiais serão veiculados na TV Cultura e na internet. Acompanhe: www.tvcultura.com.br/direitoshumanos

RSS TV Cultura no Twitter

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.